domingo, 31 de outubro de 2010

Ribeirão do Tempo:Resumo dos Capítulos de 1º a 5 de Novembro

Segunda-feira (1/11) - Joca vai até a delegacia e conta a Ajuricaba que sofreu um atentado


Arminda e Diana se abraçam tristes pelo sumiço de Joca. Bill serve sopa para Joca, que está enfraquecido. Alguns populares ainda brigam e os policiais os contêm. Célia sente dor nas costas, depois de ter levado uma pancada durante a confusão. Joca acorda e Bill conta a ele que o encontrou desmaiado na margem do rio. Joca afirma que não se lembra de nada. Marta diz a Léia que o carro de Joca foi rebocado e que não tem mais nenhuma notícia. Léia fica irritada e diz que a polícia de Ribeirão não vale um centavo dos impostos que o povo paga. Sancha e Romeu tentam acalmar Léia. Joca se lembra do que aconteceu e agradece a Bill por tê-lo ajudado. Marta fala para Ajuricaba que a carceragem está lotada e é preciso providenciar comida para todos. O delegado manda a investigadora soltar todo mundo. Ajuricaba diz a Marta que Joca deve ter se metido com traficantes. Joca tenta pegar carona para voltar para Ribeirão. Tito mostra para dois operários o que deve ser consertado no quarto que vai ser dele e de Filomena. Clorís diz a Tito que não consegue entender como um casamento pode ser feito de forma tão insana. Tito liga para Filó e conta que está reformando o quarto. Joca, finalmente, consegue carona com um caminhoneiro. Joca vai até a delegacia e de lá liga para Léia e a tranquiliza. Joca conta a Ajuricaba que sofreu um atentado e que Bill o ajudou. O detetive explica que o atentado contra ele tem a ver com o assassinato do senador e exige que o caso seja investigado. A secretária mostra a foto de Joca no jornal para Arminda e diz que ele está desaparecido. Joca chega em casa e Léia o recebe, chorando.


Terça-feira (2/11) - Joca vai até a casa de Flores contar ao professor sobre o atentado


Joca acalma sua mãe e diz que se não fosse Bill, ele estaria morto. Léia conta a Joca como ficou preocupada e pede para ele deixar de ser detetive particular. Ajuricaba diz a Marta que não acredita no depoimento de Joca. Ela tem dúvidas. Flores pergunta a Sereno se ele ouviu algum boato sobre Joca. Os dois comemoram o impacto causado pelo manifesto do Comando Invisível. Filomena vai à casa de Joca, que lhe conta sobre o atentado. Nicolau procura Nasinho e os dois concordam em tentar impedir o casamento de Filomena e Tito. Filomena fica chocada com o que aconteceu com Joca. Léia pede para Joca sair da cidade. Ele diz que não quer. Querêncio conversa com seus eleitores e diz que não vai se aliar a políticos ladrões. Joca defende Bill quando Léia implica com o ermitão. Querêncio distribui autógrafos no bar Já Era. Joca pergunta à mãe se Arminda ficou preocupada. Léia diz que ela se preocupou como todo mundo. Querêncio diz a Romeu e à Sancha que sentiu uma emoção forte junto ao povo de Ribeirão e afirma que não vai levar mais a candidatura na brincadeira. Ari comenta com Ajuricaba que Querêncio é uma ameaça a sua candidatura. Joca vai até a casa de Flores e é recebido com espanto por Fátima. Flores disfarça a surpresa e oferece uma bebida a Joca. Filomena encontra Tito e comenta que Arminda acha elegante se ele for de fraque. Ele concorda de forma displicente. Flores conversa com Joca e o faz ligar a sabotagem do avião à Conspiração Azul. Querêncio fala com Bruno e Teixeira para incrementar sua campanha e acabar com Ari. Joca conta a Lincon tudo o que aconteceu. Flores e Nicolau conversam ao telefone sobre o fracasso do atentado. Filomena se sente insegura com o casamento e pede o apoio e carinho de Carmem. Tito conversa com Newton e se questiona se é justo casar-se com Filomena.


Quarta-feira (3/11) - Filó experimenta o vestido de noiva


Arminda diz a Diana que está contente com a volta de Joca, afinal não quer o mal de ninguém. Lílian diz a Nicolau que a situação dela na fazenda está insustentável. Ele afirma que tem uma ideia que resolve o problema. Ajuricaba diz a Virgínia que convidou Nicolau, a mãe e a tia para o seu aniversário. Sônia fala para André que Sérgio confirmou a presença dos pais dele no almoço. André fica preocupado. Irônico, Sérgio diz que o jeito é deixar Sônia para ele. Querêncio explica para Marisa que terá poder e dinheiro para colocar a cidade para funcionar e diz que quer que ela o ajude em sua missão. Ari recebe vários jumentinhos de barro, que encomendou para distribuir para o povo. Joca está pronto para sair, mas Léia o impede. Joca sai rapidamente pela porta. Ele vai até o solar e conta a Arminda como foi o atentado. Joca e Arminda se beijam. Joca e Marta chegam ao local em que ele foi alvejado. Os dois tentam achar alguma evidência do crime, mas não encontram. Joca leva Marta até a caverna de Bill, mas o ermitão não está lá. Marta e Joca vão embora da floresta sem encontrar nenhuma pista do atentado. O detetive afirma que vai provar que está falando a verdade. Ari chega muito cedo à casa de Ajuricaba e lhe dá uma garrafa de cachaça de presente. O prefeito mostra os jumentinhos para Virgínia e Ajuricaba. O costureiro mostra o vestido de noiva para Filomena e ela fica deslumbrada. Animados, Tito, Iara e Newton descem o rio de caiaques. Joca pergunta a um homem se ele viu algum outro carro perto da floresta e ele responde que sim. O homem leva o detetive até o local onde o carro estava e diz que era um jipe. Filó experimenta o vestido e Diana e Elza ficam encantadas.


Quinta-feira (4/11) – Joca passa a suspeitar de Flores


O homem diz a Joca que o lugar estava cheio de lama e que o carro deve ter saído de lá bem sujo. Joca pensa que a única pessoa que tem um carro como o que descrito é Flores. Joca lembra da feição estranha de Flores ao vê-lo e fica encafifado. Ari bebe caipirinha na comemoração pelo aniversário do delegado e diz que não tem medo das urnas eleitorais. Marta dá um par de chinelos para Ajuricaba e ele adora. Ela diz ao delegado que Joca não lhe mostrou nada convincente. Sérgio diz a André que não aguenta mais fingir ser namorado de Sônia. Filomena agradece ao costureiro pelos ajustes que fez no vestido de noiva. Diana liga para Guilherme e o convida para visitá-la no solar. Sérgio chega ao aniversário e diz ao “sogro” que seu pai sofreu um pequeno acidente e teve que ficar em casa de repouso sob os cuidados da mãe dele. Ajuricaba apresenta Sérgio aos amigos como seu futuro genro. Joca vê o carro de Flores, percebe que os pneus estão sujos de lama e arranca um pouco do barro, já ressecado. André faz-se passar por pai de Sérgio e deseja felicidades ao delegado por telefone. Virgínia conversa com Carmem, que finge ser mãe de Sérgio. Flores explica para Sereno que o Comando Invisível vai denunciar o ataque da Conspiração e diz que talvez eles tentem matar o detetive de novo. Joca lembra de algumas conversas que teve com Flores e não consegue acreditar em suas suspeitas. Elza liga para Arminda e conta que Diana matou aula para ver o vestido de Filomena e convidou Guilherme para ficar com ela no solar, sem pedir autorização. Nicolau vai à festa de Ajuricaba, para a surpresa de todos. André conta a Carmem que a solução é ele e Sônia fugirem de Ribeirão. Tito pede para Newton ir com ele até São Paulo para resolver o negócio do avião. Tito confessa ao amigo que não sente nada por Filomena. Joca vê Sereno saindo do casarão de Flores, liga para Arminda e diz que precisa falar com ela, urgentemente.




Sexta-feira (5/11) - Nicolau e Karina transam em motel


Sérgio diz a Sônia que não consegue acreditar que está vivendo essa loucura. Ajuricaba diz aos poucos convidados que ainda estão na sua festa que o problema da polícia é a falta de condições. Ajuricaba obriga Sérgio a beijar Sônia na sua frente. Ele dá um selinho nela e consegue ir embora. Guilherme e Diana se divertem no computador, quando Arminda chega e dá uma bronca na estudante. Nicolau e Karina se encontram e se beijam. Tito conta a Newton, Clorís, Virgílio e Iara que o empréstimo vai estar disponível no dia seguinte. Virgílio tenta disfarçar a frustração. Arminda fica irritada ao ver Diana tomando suco na sala, enquanto ela a esperava para conversar. Diana deixa Arminda falando sozinha e, sarcástica, diz que tem tarefas para cumprir. Arminda deixa claro para Diana que ela está de castigo e que Elza vai levá-la e buscá-la no colégio. Sérgio conta a André que foi obrigado a beijar Sônia. Ajuricaba diz a Virgínia que vai descobrir o que há de errado no namoro de Sônia e Sérgio. Nicolau e Karina transam no motel. Karina diz a Nicolau que o casamento de Tito e Filomena vai ficar abalado se uma matéria sobre o golpe do baú sair no jornal. Querêncio diz a Filomena que não vai desenhar os convites, pois não concorda com o casamento. Filomena vai embora triste. Joca revela a Arminda que tudo indica que quem tentou matá-lo foi o professor Flores. Joca afirma que sabe o que vai fazer e beija Arminda. Diana liga para Guilherme e ele diz que ela tem que obedecer Arminda. Léia chega em casa, vê Arminda e as duas trocam farpas. Iara afirma a Virgílio que precisa de dinheiro para pagar a parcela da casa que comprou para a mãe. Ele afirma que também se ferrou com o casamento de Tito e ameaça bater nela. Joca vai até a casa de Mário, um antigo amigo que mora na favela.

3 comentários:

  1. Ei pessoal, não tem mais aquele outro site que tinha milhares de comentários?????
    Procuei e não mais encontrei!!!!!

    ResponderExcluir