segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

'José Wilker' e a 'Redetv!'


“Como posso dar entrevista a uma emissora cujo slogan é um ponto de exclamação?”, questionou o ator José Wilker, em alto e bom som, para quem quisesse ouvir.

Fonte:Zapping
Beijos da sua sempre amada...

REDETV! em HD e 3D!!!!!"

Onde os Fracos Não Tem Vez


'Fracos' foi o ganhador do Oscar de Melhor Filme de 2010.
É impactante no início, e surpreendente no final, mas coerente com o título.
Polêmico, deixa a mensagem, que, na vida, quem não ousa, fica pra trás.Lembrando que trata-se de uma ficção, deveras violenta, mas retrata fielmente esse princípio.Senão vejamos.
Confira abaixo a crítica da revista Veja, e entenda um pouco da história do filme.
Você já assistiu?
O que achou?
Deixe seu comentário!!!


Da mesma forma que em Fargo, o grande filme da carreira dos irmãos Joel e Ethan Coen, em Onde os Fracos Não Têm Vez (No Country for Old Men, Estados Unidos, 2007) existe um lar que é um santuário. Lá fora, porém, está o horror – na forma de cadáveres crivados de balas e espalhados pelo deserto, uma fortuna que está perdida mas certamente tem dono, drogas que atravessam a fronteira entre o México e o oeste do Texas, ganância, corrupção e uma indiferença abissal pela vida humana. Lá fora está, principalmente, um homem que personifica todo esse horror: Anton Chigurh, assassino por ofício e por vocação que, numa caracterização típica do humor dos Coen, arruma os cabelos como uma dona-de-casa dos anos 50. A incongruência do penteado, ainda mais como moldura para os traços de boxeador do espanhol Javier Bardem, é uma dessas manifestações da veia simultaneamente cômica e perversa dos Coen, que faz muito por colocar seus filmes no centro das atenções. Os resultados são estupendos: entre nomeações e vitórias, Fracos, acumulou 82 menções nas principais premiações do último ano, incluindo a Palma de Ouro em Cannes e oito indicações ao Oscar. Bardem, sozinho, responde por catorze dessas nomeações.



Não que esse número reflita com precisão o valor real do filme. Como o indestrutível e infalível Chigurh, Bardem se tornou o rosto de Fracos. Sua alma, porém, é Josh Brolin, no papel do soldador Llewelyn Moss, que acha uma mala com 2 milhões de dólares perdida durante uma carnificina no deserto e vê nela a chance de transformar sua vida desapontadora. E o coração do filme está em outro lugar ainda – em Tommy Lee Jones, o xerife que, na trilha tanto do assassino como do ladrão acidental, constata com um misto de perplexidade e resignação que sempre há mais o que ver no mundo, e que isso não é necessariamente bom. Anton Chigurh é uma charada ao mesmo tempo apavorante e divertida, e Bardem crava os dentes com gosto no papel. Mas, sem esses outros personagens, um tão desesperado e o outro tão desiludido, e sem a veracidade com que Brolin e Jones os interpretam, Fracos não passaria de um exercício de estilo (no qual, aliás, os irmãos se revelam cada vez mais virtuosísticos). Da primeira à última cena, ambas belíssimas, eles é que funcionam como o diapasão do filme; Bardem é apenas seu refrão.



AS INDICAÇÕES
• Melhor filme
• Direção: Joel e Ethan Coen
• Ator coadjuvante: Javier Bardem
• Roteiro adaptado
• Montagem
• Fotografia
• Som
• Edição de som


Onde os Fracos Não Têm Vez é adaptado do romance homônimo de Cormac McCarthy, conhecido pelos seus westerns modernos. Ou melhor, pós-modernos, já que costumam tratar de personagens que tentam emular o velho modo de vida da fronteira num tempo em que os seus valores clássicos já foram subvertidos. Nada mais de honradez e hombridade; do faroeste, sobraram neles só a poeira e um ou outro cavalo. É contra essa paisagem que os Coen abrem o filme. Enquanto a câmera percorre vistas áridas, ouve-se Tommy Lee Jones ponderando sobre a nova ordem do Oeste – sobre como muitos dos xerifes da antiga nem sequer carregavam armas, contando com o poder de fogo de sua autoridade moral. Ed Tom Bell, o personagem de Jones, tem autoridade moral (e há que ser um ator superlativo, como ele, para transmiti-la de maneira tão absoluta), mas o que ele está lamentando em sua narração é que obviamente ela já não basta. Nem aliada às armas, aliás, pode conter homens como Chigurh. Com prudência, os irmãos Coen podam por aí os filosofismos típicos de Cormac McCarthy, trocando-os por imagens de precisão admirável e pelo seu costumeiro senso do absurdo. Por onde o assassino passa, por exemplo, ele topa com algum desavisado que se comportará com inocência inata – e que quase sempre pagará caro por ela. Na visão do autor, a decência é uma retardatária na marcha da história, e está fadada a ser atropelada. Na visão mais mundana e também mais arguta dos Coen, a solução estaria em salvaguardar o que for possível desses valores em desaparecimento. No caso, isso significa que Ed Tom Bell quer capturar Chigurh, porque ele não pára de matar. Mas quer mais ainda impedir que Llewelyn venha a se contar entre as vítimas do assassino. Llewelyn não é honesto, mas está longe de ser nocivo; é estúpido porque se acha esperto; tem uma mulher tão tola quanto ele, mas que não merece ficar viúva por isso; e é alguém que o xerife conhece. Na verdade, algo que o xerife conhece – um marginal que quer a própria vantagem, não a destruição alheia.




Como a policial interpretada por Frances McDormand em Fargo, o xerife de Jones é o centro moral de Fracos. Não porque eles pertencem à lei, mas porque representam a compaixão e a preservam mesmo em face da brutalidade. Quando finalmente se recolhem junto à família (a forma como ambos os filmes se encerram), estão mais amargos, porém não mais duros. Para cineastas descritos como cínicos, vê-se então que os Coen têm um bocado de fé num certo modelo de humanidade – uma convicção infinitamente mais complexa e interessante do que a idéia de um homem que é o mal puro e simples. Anton Chigurh, o personagem em preto-e-branco, é que atraiu tantos prêmios para Onde os Fracos Não Têm Vez. Mas é com os tons de cinza de Ed Tom Bell e de Llewelyn que o filme ganha vida.



"Onde os Fracos Não Têm Vez", dos irmãos Joel e Ethan Coen, recebeu em 2010 o Oscar de melhor filme, assim como o de melhor direção para a dupla, confirmando o favoritismo que havia sido estabelecido na temporada de prêmios.



No total, o longa-metragem recebeu quatro estatuetas na 80ª edição do prêmio da Academia e foi o grande vencedor da noite. O filme levou o Oscar de roteiro adaptado e ator coadjuvante, para o espanhol Javier Bardem.





Na categoria de melhor filme, a fita dos irmãos Coen bateu "Desejo e Reparação", "Juno", "Conduta de Risco" e "Sangue Negro".


Dália é estuprada por Nicolau

O bicho vai pegar em "Ribeirão do tempo". Dália (Isabela Dionísio), filha da empregada, vai ser abusada sexualmente pelo senador Nicolau (Heitor Martinez). Depois do encontro aterrorizador, a jovem será encontrada vagando em estado de choque pela fazenda com algumas escoriações e a roupa rasgada.

O Canal a cabo do São Paulo Futebol Clube

Na cola do Corinthians, o São Paulo também se prepara para lançar uma emissora de televisão própria. Batizado de São Paulo FC, o canal mostrará um mix de comportamento, bastidores e histórias do clube. O projeto vem sendo tocado há dois anos e tem a coordenação de Thaís Kaeim Gunnewik. A estreia, inicialmente, será na internet, em parceira com o site Just TV. Até junho, porém, deverá ser oferecido em pacotes da TV a cabo. Entre os programas definidos estão "As Tuas Glórias Vêm do Passado", "Área VIP" e "Grife". A TV vai mostrar com exclusividade treinos do time e entrevistas com ícones do SPFC. Um estúdio será construído no estádio do Morumbi.

Verônica Costa na delegacia

A funkeira e ex-vereadora Verônica Costa, a Mãe Loura, chegou por volta das 7h30m para depor na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes). Ela falará sobre as acusações feitas por seu marido, o empresário Márcio Costa, de 34 anos, que a acusa de torturá-lo por 20 horas. Com queimaduras pelo corpo, Márcio está internado no Hospital Pasteur, no Méier. Verônica chegou à delegacia vestindo calça jeans e blusa branca. Ela falou rapidamente com os jornalistas antes de entrar na sala indicada pelos policiais:

- Primeiro vou falar com as autoridades e depois converso com vocês.

O Salário de Heródoto Barbeiro na Record News

O NÚMERO É...
Segundo fontes do mercado, a Record ofereceu a Heródoto o dobro da soma de seu salário da CBN com o da TV Cultura, algo em torno de R$ 150 mil.

Lista de Ganhadores do 'Oscar 2011'

Melhor direção de arte
- “Alice no País das Maravilhas”

Melhor fotografia
- “A origem”

Melhor atriz coadjuvante:
- Melissa Leo – “O vencedor”

Melhor curta-metragem de animação
- “The lost thing”, de Shaun Tan, Andrew Ruheman

Melhor longa-metragem de animação:
- “Toy story 3″

Melhor roteiro adaptado
- “A rede social”

Melhor roteiro original
- “O discurso do rei”

Melhor filme de língua estrangeira
- “Em um mundo melhor” (Dinamarca)

Melhor ator coadjuvante
- Christian Bale – “O vencedor”

Melhor trilha sonora original
- “A rede social” – Trent Reznor e Atticus Ross

Melhor mixagem de som
- “A origem”

Melhor edição de som
- “A origem”

Melhor maquiagem
- “O lobisomem”

Melhor figurino
- “Alice no País das Maravilhas”

Melhor documentário em curta-metragem
“Strangers no more”

Melhor curta-metragem
- “God of love”

Melhor documentário (longa-metragem)
- “Trabalho interno”

O Jornalismo da Record em 2011

Com o slogan de "Jornalismo Verdade", o jornalismo da Record é formado por grandes equipes por todo o Brasil. Certamente é a segunda maior estrutura jornalística do país, embora em alguns lugares tenha o mesmo nível de produção da sua rival Globo, seja em número de repórteres, horas dedicadas à informação, equipamentos, helicópteros, etc.


Resultado de uma série de investimentos iniciados em 2003, com a reformulação e criação de novos produtos jornalísticos, a Record consolidou a vice-liderança, adquiriu know-how mas vem perdendo a qualidade que tinha até pouco tempo atrás em seu principal pilar ao lado da dramaturgia. A repetição de informações, a segmentação nas notícias relacionadas à segurança, o exagerado número de telejornais ou de horas que eles ocupam e a descaracterização dos informativos locais são apenas das algumas falhas que a Record vem cometendo de alguns meses para cá.

Na Grande São Paulo, logo no começo da manhã, às 06h, o telespectador se depara com o "Balanço Geral", de Geraldo Luís. O jornalístico tem poucos meses no ar e foi uma forma encontrada pelo canal de ocupar Geraldo, que estava na geladeira havia mais de um ano. Ainda que com links ao vivo e prestação de serviço, o "Balanço Geral" ocupa a maior parte de seu tempo com notícias policiais - não necessariamente de São Paulo, embora seja veiculado apenas lá e para os assinantes de TV a cabo. O detalhe fica por conta da pausa feita por volta das 06h15 para um momento da Igreja Universal, a qual a alta cúpula da Record garante ser mera anunciante.


Logo após Geraldo sair do ar, William Travassos começa o "São Paulo no Ar" com o mesmo tipo de matéria do antecessor. Praticamente todo o noticiário é destinado às manchetes policiais - e de todo o Brasil, fazendo com o que o nome do estado compondo parte do título do jornal seja mero enfeite. Matérias a respeito dos problemas da comunidade, como saúde, asfalto, moradia, são raríssimas e se perdem entre inúmeros VTs que se estendem até 08h40.


O "Fala Brasil", que começa às 08h40, diferencia-se muito pouco dos outros dois jornais e segue com o mesmo tipo de abordagem. Além disso, é constante a reprise de materiais veiculados no "Jornal da Record" ou até mesmo nos dois jornalísticos que o antecedem pela manhã. Novamente o mesmo se repete com o primeiro bloco do "Hoje em Dia", o qual se limita a apenas reprisar o que já vinha sendo tratado desde as 6 da manhã.


O que se vê apenas nessa faixa do dia é que um programa esvazia o outro, afinal apesar de teoricamente terem focos distintos, todos se misturam em meio a matérias de prisões, das típicas filmagens de segurança de assalto, os repórteres se comunicando com o apresentador por meio de telefone - o que não vejo sentido algum -, entre outros. Geraldo e William Travassos têm programas distintos apenas por questão de audiência e pelas estratégias da Record, embora não haja motivo algum para que sejam separados como são.


Na hora do almoço e no horário nobre a situação se agrava para os telespectadores da Grande São Paulo. Ao meio-dia inicia-se a maratona de informações do "Record Notícias", que se estende até às 14h30 com apenas um ou dois intervalos comerciais. Com mais tempo que o "Hoje em Dia", que é bem mais abrangente e de faturamento maior para a emissora, o jornal traz de volta as prisões, os sequestros, os assaltos, as câmeras de segurança, os repórteres entrando ao vivo pelo telefone... Tudo do mesmo. Tudo de novo. O destaque positivo é a participação de Percival de Souza, a qual se encaixa perfeitamente em um jornal que é praticamente todo destinado à informações policiais. No horário nobre, sai Adriana Reid, entra Reinaldo Gottino, Percival de Souza continua e o mesmo tipo de informação está de volta.

Do jornalismo diário da Record, caso o telespectador queira saber dos últimos acontecimentos de política, ele terá que aguardar pelo "Jornal da Record". Se ele quer saber de saúde, terá que fazer o mesmo. Notícias internacionais - que não sejam de prisão ou assaltos -, economia, entre outros assuntos só deixam o principal jornal da emissora para serem tratadas - ou reprisadas - caso não haja notícias policiais o suficiente para o dia seguinte.


Infelizmente o novo - e ruim - modelo paulista está sendo levado a outras praças também. A Record Rio tem uma grande estrutura mas é apenas um pouco melhor que a matriz de São Paulo no que diz respeito às exaustivas reprises, ao excesso de matérias policiais e às notícias de outras praças sobrepondo o horário que deveria ser destinado às questões da cidade e do Estado.


O pior foi feito no Rio Grande do Sul, onde a Record tinha uma ótima filial. O "Rio Grande Record", antes apresentado em uma bancada com Simone Santos e Andre Haar, com qualidade impecável, passou a ser apresentado de pé, em um cenário de qualidade duvidosa e com as típicas matérias policiais, embora seja mais diversificado que em São Paulo. Lamenta-se também a criação do "Direto da Redação", que esvazia o "Rio Grande no Ar" e a extinção do "Esporte Record", que se reduziu a um mero quadro.


O jornalismo da Record esteve muito próximo de fazer um jornalismo equivalente ao da Globo. Chegou realmente muito perto, com contratações, novos equipamentos, uma estrutura imensa e tudo que nunca havia sido feito por uma emissora de televisão no passado. A Record levou a opção a várias partes do Brasil, afinal SBT, Band e RedeTV! nunca tiveram um plano de investimento nas afiliadas como a emissora de Edir Macedo teve - e ainda tem. Entretanto isso vem sendo usado de forma equivocada. Com uma visível tentativa de reduzir custos e aumentar a audiência, com uma equipe trabalhando para vários jornais e com o foco policial, até então a estratégia é eficiente, porém é de permanente vice-liderança. O jornalismo da Record vinha caminhando para substituir o jornalismo da Globo na casa de vários brasileiros, porém está se tornando mero complemento. E os índices no futuro vão apenas ratificar o que digo.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Diogo, Paulinha ou Janaína:Quem deve sair da Casa do BBB?

Dê a sua opinião:
Quem merece ficar, quem merece sair???...
Lembrando que neste paredão serão eliminados dois BBB'S...


Por onde anda a menina do filme 'O Chamado'?

Se você se arrepiava até o fundo da alma quando via Samara Morgan sair da televisão para matar pessoas em “O Chamado”, saiba que por trás daquela bizarra cabeleira se escondia o rosto angelical de Daveigh Chase.


Graças a esta performance, a atriz, hoje com 20 anos, ganhou o prêmio de melhor vilã no MTV Awards 2003, vencendo grandes nomes como Daniel Day-Lewis, William Defoe, Mike Myers e Colin Farrell.


Em seu site oficial, Daveigh conta que ficava mais de cinco horas sendo maquiada ao mesmo tempo por seis profissionais para se transformar em Samara. Por conta disso, só sobravam 15 minutos de filmagem por dia, já que era menor de idade e tinha limites trabalhistas de horário. Daveigh diz ainda que precisou andar de costas durante as filmagens, e na edição a colocaram andando para frente. Tudo para dar o efeito estranho do caminhar de Samara.


Voz conhecida em animações


A carreira de Daveigh começou bem antes de “O Chamado”, quando ainda era uma menininha. Nascida em Oregon, onde costumava cantar e dançar, ela chamou atenção ao gravar um comercial para as sopas Campbell, aos sete anos. Fez pontas em várias séries como “Charmed” e “Plantão Médico”, até ser chamada para fazer Samantha Darko no filme “Donnie Darko” (2001), com Jake Gyllenhaal. No mesmo ano, foi escolhida como a voz da heroína Chihiro na animação “A Viagem de Chihiro”. Também se tornou a voz de Lilo no desenho “Lilo e Stitch”, tanto para a TV, como no cinema e no videogame, ganhando o prêmio Annie e o Young Artist Award.


Seu projeto mais longo e polêmico é a série “Big Love”, da qual participa desde 2006, interpretando uma adolescente que se casou com um homem de quase 80 anos. A série, que trata fala de mórmons e poligamia, também tem outros nomes conhecidos como Amanda Seyfried, Bill Paxton e Chloë Sevigny.



Daveigh também é uma cantora talentosa, e com apenas nove anos já era líder de uma banda. Cantou o hino nacional americano em “AI – Inteligência Artificial”, mas suas cenas foram deletadas na edição final. Também deu uma palinha em "Big Love", ao cantar a música "The Happiest Girl" no episódio homônimo.

Carnaval na Redetv! em 2011

Pelo décimo ano consecutivo, a RedeTV! fará a cobertura dos bastidores do Carnaval, mostrando toda a movimentação antes e depois dos desfiles das escolas de samba de São Paulo e Rio de Janeiro, além da grande folia do Carnaval em Salvador. Nelson Rubens e Flávia Noronha comandam a transmissão, ao vivo, dos estúdios da RedeTV!. Serão 200 profissionais mobilizados na cobertura ao vivo e em HD.


Íris Stefanelli, Adriana Bombom, Mirella Santos, Thiago de Angelis (o Linguarudo/TV Fama), Tiago Barnabé (Luciana Gimenez Cover), o humorista do “Pânico na TV”, Charles Henrique (Charles Henriquepédia) e a equipe de repórteres e web repórteres da emissora estarão na concentração e dispersão do sambódromo paulista e da Marquês de Sapucaí, registrando flagras das celebridades e entrevistando convidados dos camarotes.


Os preparativos, os imprevistos e toda emoção que toma conta dos foliões antes de entrarem na avenida serão registrados pelas equipes da RedeTV!. Como convidados especiais, Alexandre Frota, Jaqueline Khury e Tânia Oliveira participam da cobertura em São Paulo e no Rio de Janeiro.


Em Salvador, Carla Perez e Gilmelândia serão as responsáveis por registrar a festa dos foliões, com multidões seguindo trios elétricos e o agito dos camarotes cheios de famosos.


Na terça-feira (8), encerrando as transmissões, os humoristas do “Pânico na TV”, Eduardo Sterblicht e Daniel Peixoto (Alfinete) se juntam a Alexandre Frota, Adriana Bombom, Tiago Barnabé (Luciana Gimenez Cover) e Charles Henrique (Charles Henriquepédia) na cobertura do tradicional “Baile Gay”, no Rio de Janeiro, mostrando as brincadeiras divertidas com os foliões no tapete vermelho e também a festa dentro do salão.


Quem assina a direção dos Bastidores do Carnaval 2011 é Fabio Martinho.

Redetv! oferece 700 milhões de reais pelo Brasileirão

Das três concorrentes na disputa pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro (2012/2014), a RedeTV! promete vim forte, ameaçando Globo (que não mais participará da concorrência do Clube dos 13) e Record. O apetite da emissora, apontada como azarão na corrida seria tão grande, a ponto da mesma surpreender e apresentar um lance mínimo de R$ 700 milhões. A Record poderia chegar a R$ 600 milhões.


A RedeTV! projeta ampliar sua cobertura nacional comprando emissoras afiliadas em todo o Brasil. A Record promete novos produtos aos clubes dentro da sua rede. E a Globo aposta na sua enorme estrutura para agradar, em especial, os patrocinadores dos clubes e altos investidores do futebol brasileiro.


A rebelião que assistimos no Clube dos 13 não passaria de um artifício para a CBF impor uma nova liga de clubes, sonho de Ricardo Teixeira sempre tendo a Globo como aliada. A liga seria responsável pela organização e comercialização do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil – hoje a CBF organiza a competição e o C13 vende.


A CBF esperaria por novos aliados para enfraquecer e, se possível, implodir o Clube dos 13. A Globo aguardaria o desfecho da rebelião para emplacar um velho desejo da emissora: a volta do sistema mata-mata no Campeonato Brasileiro.


Fonte: Estadão

O Contrato do Grêmio e Globo para o Brasileirão 2012 a 2014

Considerado um dos indecisos no racha do Clube dos 13, o Grêmio oficializou negociação individual com as redes de televisão, repetindo o ocorrido com os clubes do Rio de Janeiro. O presidente Paulo Odone se manifestou em entrevista antes da partida contra o Cruzeiro, neste domingo, dizendo que recebeu representantes da Globo e da Record e irá aceitar a proposta que for mais vantajosa ao clube. Um dos idealizadores da entidade, Odone disse que o C13 perdeu o foco e partiu para politicagem.


“Negociamos com a Globo e com a Record. Comuniquei isso ao Clube dos 13. A Globo já havia dito a eles que não concordava com o edital e partiria para negociação individual com os clubes. Como ela disse anteriormente não haveria problema de recebermos eles. Vamos trabalhar com os números que nos foram apresentados. Reitero que unicamente os interesses econômicos do Grêmio serão respeitados. Sem esta politicagem que se tornou o Clube dos 13, inclusive na última eleição, da qual não participei”, referiu Odone à Rádio Gaúcha.


Portanto, o Grêmio adota a mesma conduta dos times do Rio de Janeiro, partindo para negociação individual. Não está definido, porém, a saída oficial do C13. Algo que pode ocorrer imediatamente pela conduta neste racha.


“O Grêmio não participa desta questão política porque é maior que isto. Os dirigentes passam, mas o clube segue. O lado que for mais vantajoso nos terá, é isso. Se a proposta da Globo for melhor, ficaremos com ela”, explicou.


Os números que teriam sido oferecidos pela Globo seriam R$ 5 milhões mensais para os direitos de transmissão de todos os jogos do Grêmio no Brasileirão a partir de 2012. Independente de uma melhor situação financeira, o clube lamenta o que está havendo com a entidade que representa as agremiações.


“Acredito que sou o único atual presidente de clube que participou da criação do Clube dos 13. Vejo tudo isto com muita frustração, chegamos a desafiar a CBF quando surgiu nossa união, agora vemos tudo ir por água abaixo. Foi um grande avanço para a época, mas hoje temos muita politicagem”, lamentou Odone.


O site oficial do clube promete divulgar detalhes da posição gremista na próxima semana. O Corinthians já pediu desfiliamento do C13 na última semana, mas deve ter esta situação oficializada somente dentro de 60 dias. Flamengo, Botafogo, Fluminense e Vasco buscam negociação individual com redes de televisão. Os indecisos têm respostas aguardadas ansiosamente. As determinações com negociações individuais passariam a valer somente a partir do Brasileirão 2012, já que para este ano está tudo acertado.

O Cabelo de Deborah Secco em 'Insensato Coração'

O cabelo de Deborah Secco em “Insensato coração” lidera a lista dos mais pedidos no Cat (Central de Atendimento ao Telespectador) da Globo. A atriz incorporou fios longos.
As madeixas longas e loiras fazem parte da composição da nova personagem de Deborah na novela Insensato Coração da personagem Natalie Lamour, ex-participante de reality show




A atriz estava com os cabelos bem mais curtos e, para conseguir esse visual, fez uso do megahair. O site Chic conversou com Marcos Proença, hairstylist responsável pelo novo look da estrela. Ele contou que o cabelo foi alongado em 30 centímetros e que o tom loiríssimo foi feito com microluzes, para não danificar os fios. De olho no que a gente gosta - buscar inspiração nas atrizes de novela!- o Chic aproveitou pra perguntar para Marcos se qualquer mulher vai poder copiar o visual de Deborah. Veja o que ele disse:


Para mulheres que desejam colocar megahair, o adequado é que o cabelo esteja pelo menos na altura do nariz, para que se misture bem ao mega. Além disso, é preciso tomar cuidado com a cor e procurar um tom e tipo de cabelo mais próximo ao da pessoa. É adequado que se faça bastante hidratação nos fios e que a manutenção seja feita de preferência em salões, para desembaraçá-lo bem. Além disso, os cabelos ondulados ou lisos ficam melhores com a extensão do que os cabelos crespos.



Fonte: Chic

Waguinho dos 'Morenos' virou evangélico

O ex-vocalista do grupo Os Morenos, Waguinho, abandonou as drogas e virou pagodeiro gospel. Ele diz ter o maior índice de recuperação de ex-criminosos pela fé e afirma que não tem saudade do “mundo profano”, do dinheiro fácil e da ganância, mas ostenta relógio Rolex e carro importado


Por Valmir Moratelli


Passa das 13h de uma ensolarada quinta-feira de janeiro. Um automóvel importado, avaliado em cerca de 100 mil reais, estaciona em frente à igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O calor é forte, beira os 40 graus. De terno, camisa, gravata e sapatos verdes, Wagner Dias Bastos, 44 anos, desce do veículo. Ele é seguido pela mulher, Fabíola, e pelos filhos, Wagner Júnior, de 10 anos, e Cainã, de 6, ambos também de terno. “Chegou o dono da boca”, anuncia um homem.


Wagner, mais conhecido como Waguinho, conquistou fama e dinheiro como vocalista do grupo de pagode Os Morenos, entre 1995 e 1999. Em 2000, lançou-se em carreira solo, mas não decolou, e foi apenas em 2003, aos 39 anos, que sua vida mudou de rumo – segundo diz, para melhor: converteu-se à igreja evangélica e se tornou um pagodeiro gospel, deixando para trás um passado de sucesso, drogas e noitadas.


A expressão “o dono da boca” faz alusão ao título de uma das músicas do quarto CD evangélico de Waguinho, O Chamado, lançado no ano passado. Em um trecho da letra, ele canta: “(...) Eu sou o dono da boca (...) / A boca que prega, que louva e que ora”. “A ideia era brincar com esse duplo sentido”, diz o cantor, referindo-se às bocas de fumo, como são chamados os pontos-de-venda de drogas, lugares que ele conheceu bem, já que, por quase 25 anos, foi dependente. “Usei muita droga. Meu negócio era cocaína. Depois que comecei a fazer sucesso, ficou ainda mais fácil”, conta ele, filho de um gari e de uma cozinheira, criado na favela da Vila Cruzeiro, uma das áreas mais violentas da Zona Norte do Rio.


Overdose mudou o rumo
Os cinco CDs gravados pelo grupo Os Morenos venderam, juntos, quase 1 milhão de cópias, e o sucesso era o combustível para uma vida sem regras. “Saía do show e passava em algum lugar para buscar mulher e drogas”, lembra ele, que inventava desculpas para contar em casa. “Era mãe de amigo meu que morreu, pneu que furou... Vivia com medo de o celular tocar perto da minha mulher e ela descobrir uma das minhas amantes”, continua, sempre ao lado de Fabíola, de 28 anos, com quem está casado há 12, e dos filhos. Nenhum dos três esboça nenhuma reação.


O início da mudança radical de vida aconteceu em outubro de 2000. Após três dias trancado, sozinho, no quarto de um motel no bairro do Méier, no subúrbio carioca, ele teve uma overdose. Por sorte, conseguiu ligar para a mulher e pedir socorro. “Lembro da Fabíola falando versículos da Bíblia. Depois disso, vi uma luz forte vindo em minha direção, como se ela tivesse me colocado sobre a cama”. A partir daí, afirma, não voltou mais a usar drogas, passou a frequentar igrejas evangélicas e tornou-se missionário da Assembleia de Deus dos Últimos Dias. Em sua agenda, constam apresentações em igrejas de todo o Brasil e uma turnê por oito cidades americanas. Mas ele orgulha-se mesmo é da experiência em penitenciárias e favelas. “Faço culto em várias bocas de fumo. Sou amigo dos traficantes. Se não for assim, como é que eu posso trazê-los de volta à vida normal?” Após prestarem contas à Justiça, muitos dos condenados procuram a ajuda de Waguinho na igreja. “De cada dez, quatro não voltam a cometer crimes. É o maior índice de recuperação que existe”, acredita.


O “mundo profano”, que ele define como sendo o do dinheiro fácil e o da ganância, não é motivo de saudade. “O cara que tem o microfone na mão acha que pode tudo. Mas, sem Jesus, não pode nada”, diz, balançando os braços, um deles com um chamativo relógio Rolex, de ouro. Waguinho só não conseguiu se despojar mesmo da vaidade, apesar de estar com 18 quilos a mais do que quando se apresentava com Os Morenos e provocava a histeria feminina. “Crente não cheira, não bebe, não fuma. Mas come muito”, brinca. Ah, o carro importado, ele não vê como luxo. “É financiado. Só Deus sabe o quanto é difícil de pagar”, afirma.

Morre Carola, ex de Chiquinho Scarpa, e prima de Boninho do BBB

Morreu ontem uma das figuras mais polêmicas da sociedade paulistana. Aos 40 anos de idade, Ana Carolina de Oliveira, mais conhecida como Carola Scarpa devido ao seu casamento de nove meses com o playboy Chiquinho Scarpa, foi enterrada na manhã deste sábado, no Cemitério do Morumby. O ex-marido conta mais detalhes a seguir:


Veja São Paulo – O que aconteceu com Carola?
Chiquinho Scarpa – Ela estava anoréxica, pesando 42 quilos, segundo me relatou uma das irmãs dela. E sofria de diabete. Anteontem à noite, por volta das 22h, estava se sentindo mal e pediu que o filho dela, o Frank, fosse à farmácia comprar um remédio. Dormiu o dia seguinte, amanheceu toda inchada e em coma. Chamaram uma ambulância mas, no caminho para o hospital, a Carola teve uma parada cardiorrespiratória. Ao meio-dia, morte cerebral.


Veja São Paulo – Como ficou sabendo?
Chiquinho Scarpa – O pai dela, o Guga, havia mandado me ligarem, mas estavam todos tão chocados que acabaram não falando comigo. O enterro foi hoje de manhã, às 10h30.


Veja São Paulo – No Facebook você escreveu que a amou profundamente.
Chiquinho Scarpa – Sim, muito. Quando a vi pela primeira vez, a Carola tinha uns catorze anos. Linda. Foi na [Rua] Oscar Freire. Uns quatro ou cinco anos mais tarde, a reencontrei no Gallery. Eu namorando a Dóris Giesse e ela meio com aquele mágico, o David Cooperfield. Mas só uns dez, quinze anos depois é que nos casamos.


Veja São Paulo – Você e a Carola tinham contato?
Chiquinho Scarpa – Não. Nunca mais nos falamos depois da separação.



Carola Scarpa protanizou pelo menos 3 grandes polêmicas no SBT: Uma no início da carreira, em 1989, ao protagonizar a filha do personagem de Antônio Abujamra em “Cortina de Vidro.” Nela, é estuprada pelo próprio pai. Cena que gerou muita polêmica na época.


Em 2002, participou da Casa dos Artistas 2 e brigou com Deus e todo mundo. Acabou virando um dos destaques da atração por isso.


Já em 2009 foi a vez de uma matéria sobre prostituição no Rio Grande do Norte gerar mais polêmica. A descrição feita pelo repórter do SBT sobre a matéria, exclusiva, se encaixava perfeitamente no perfil de Carola, ou seja, a mesma estava se prostituindo no Nordeste do País.

Parentesco
Carola Oliveira era prima de Boninho, diretor do BBB.Era filha de Guga de Oliveira , irmão do ex todo-poderoso da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.

Morre o escritor Moacyr Scliar

O escritor gaúcho Moacyr Scliar, 73 anos, morreu na madrugada deste domingo (27) no Hospital de Clínicas em Porto Alegre, por falência múltipla de órgãos devido às consequências de um acidente vascular cerebral (AVC).


Scliar sofreu um AVC na madrugada de 16 de janeiro enquanto se recuperava de uma cirurgia no intestino. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o escritor morreu à 1h, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele deve ser velado neste domingo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.


Moacyr Jaime Scliar nasceu em 23 de março de 1937, em Porto Alegre. Era casado com Judith, com quem teve um filho, Roberto. Seus pais, José e Sara Scliar, oriundos da Bessarábia (Rússia), chegaram ao Brasil em 1904. Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, era especialista em Saúde Pública e Doutor em Ciências pela Escola Nacional de Saúde Pública, tendo exercido a profissão junto ao Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência.


Seu primeiro livro, publicado em 1962, foi “Histórias de Médico em Formação”, contos baseados em sua experiência como estudante. Em 1968, publicou “O Carnaval dos Animais”, de contos, que considerava de fato sua primeira obra.


Publicou 88 livros de diversos gêneros literários – entre eles, os romances “O Exército de um homem só”, “Sonhos tropicais” e “A mulher que escreveu a Bíblia” – e teve textos adaptados para cinema, televisão, rádio e teatro, inclusive no exterior. Era colaborador dos jornais Zero Hora e Folha de S. Paulo. Desde 2003, era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL). Em 2009, Scliar ganhou o Prêmio Jabuti, com o romance “Manual da paixão solitária”.

Insensato Coração:Resumo dos Capítulos de 28 de Fevereiro a 5 de Março


Segunda-feira (28/2) - Vitória sugere que Teodoro contrate Ismael como motorista


Diante de André, Carol tenta disfarçar o enjoo da gravidez e vai embora apressada. Teodoro confidencia a Oscar e Gilda que pensa em se casar novamente. Raul revela para Pedro que ele perdeu a licença para voar por tempo indeterminado. Marina sai abalada do encontro com Pedro e Raul a apoia. Vitória sugere que Teodoro contrate Ismael como motorista. Vitória convida Carol para ser a gerente de marketing de sua empresa. Eunice pensa em se aproximar de Natalie ao saber que ela já trabalhou na televisão. Wagner conversa com Cortez sobre Natalie. Marina sofre ao pensar em Pedro e recebe o carinho de Henrique. André conhece Júlia. Carol procura André, mas o encontra com outra mulher. Haidê ouve Carol afirmar que vai interromper sua gravidez. Ismael chega à mansão de Teodoro e Amélia estranha as suas perguntas sobre a rotina da casa. Nelson fala de Wagner para Natalie e ela se anima com um possível romance. Quim chega com Rafa à banca de jornal onde será o lançamento da revista de Natalie. Carol afirma a Cláudia que decidiu interromper a sua gravidez.


Terça-feira (1/03) - Wagner tenta se aproximar de Natalie


Marina conta para Henrique os detalhes de seu relacionamento com Pedro. Pedro conversa com Nando sobre Marina. Alice convence a irmã a seguir com a gravidez. Milton e Teodoro ficam curiosos para saber o que Bibi fará contra Patrick, de quem pretende se separar. Natalie chega ao evento de lançamento de sua revista. Wagner tenta se aproximar de Natalie. Henrique convence Cortez a receber Kléber. Carol se surpreende por Vitória manter a proposta para o cargo de gerente de marketing, mesmo sabendo de sua gravidez. Eunice se irrita ao chegar para o lançamento da revista de Natalie e inicia uma confusão. Daisy perde a paciência com Kléber e Dolores percebe a alteração de sua funcionária. Marina convida Carol para a inauguração de seu escritório. Álvaro não dá destaque no jornal para a reportagem feita por Kléber sobre Cortez. Rafa folheia a revista de Natalie e Cortez vê a publicação. Clarice chega em casa e Cortez disfarça.


Quarta-feira (2/03) - Cortez se irrita ao ler a reportagem de Kléber


Cortez consegue esconder a revista de Clarice e pede para uma amiga descobrir o que puder sobre a modelo. Eunice discute com Natalie. Clarice e Quim incentivam Rafa a falar com o pai que está infeliz cursando economia. Cortez apoia o filho a mudar de curso. Natalie despreza as flores que Cortez lhe enviou e fala com Haidê que vai investir em Wagner. Kléber reclama ao saber que Álvaro quer publicar sua reportagem na internet. Carol resolve comemorar sua promoção. Daisy estranha a falta de dinheiro de Kléber. Ismael faz um telefonema misterioso quando fica sozinho na cozinha da casa de Teodoro. Carol afirma a Alice que não quer que André saiba de sua gravidez. Raul fica abalado ao constatar que perdeu quase todos os seus bens. Cortez se irrita ao ler a reportagem de Kléber. Marina comemora com seus funcionários o primeiro dia de trabalho no novo escritório. Carol sente uma tontura e acaba sendo derrubada pelo carro de Beto.


Quinta-feira (3/03) - Natalie fica radiante ao saber que voltou para a mídia


André e Beto levam Carol para o ambulatório. Oscar acerta os detalhes para o jantar que Gilda está providenciando para Beto e sua noiva. André fica intrigado ao saber que Carol foi ao ginecologista depois de sair do ambulatório. Carol e Alice ficam aliviadas ao descobrir que o bebê está bem. Natalie sugere que Douglas tente ser o novo marido de Bibi. Milton tenta convencer Teodoro a financiar seu novo projeto. Cortez dá um cheque para Lídia e explica que o investimento que fez em seu nome rendeu lucros. Kléber discute com Álvaro. Daisy pede ajuda a Wagner para receber as pensões atrasadas de Olívia. Natalie fica radiante ao saber que voltou para a mídia. Zuleica incentiva Wanda a procurar um emprego. André comenta com Beto que acredita que Carol armou para se casar com ele. Léo diz a Wanda que vai conseguir muito dinheiro com o seu negócio. Zuleica fica atônita com a imposição de tia Neném em se hospedar em sua casa. Eunice pede para Júlio apresentá-la a Vitória. André cumprimenta Beto e Úrsula e se surpreende ao ver que a noiva de seu amigo conhece Marina. Cortez vê Natalie na rua e vai ao seu encontro.


Sexta-feira (4/3) - Raul pede para Borges ajudá-lo a investigar o negócio de Leo


Natalie aceita a carona de Cortez. Teodoro viaja. Ismael faz um novo telefonema suspeito. Cortez busca Clarice no mesmo salão onde encontrou Natalie. Marina e Vitória evitam Eunice. André considera a ideia de que o filho que Carol está esperando não seja dele. Carol chega à festa de Marina com Henrique. Léo comenta com Zeca que desconfia de Afrânio. Raul vai à casa de Wanda e fica intrigado ao saber da comissão que Leo ganhou com o seu suposto trabalho. Bibi se aproxima de William, deixando Douglas incomodado. Oscar treina com Serginho na praia e Gilda observa os dois. Eunice reclama com Júlio que não foi bem tratada na festa de Marina. Raul questiona Léo sobre o dinheiro que ele recebeu de seu suposto negócio. Wagner pede que Nelson não passe seus contatos para Natalie. Cortez atende Milton e o humilha. Daisy convida Milton para uma roda de samba no Horto e ele fica encantado com a voz de Fabíola. Léo leva Wanda a um restaurante requintado. Raul pede para Borges ajudá-lo a investigar o negócio de Leo. Oscar, Gilda e Serginho vão à casa de Teodoro e descobrem que está havendo um assalto.


Sábado (5/3) - Milton tenta falar com Fabíola, mas Gabino não permite


Serginho consegue fugir da casa e avisa a polícia sobre o assalto. Tião e Lino prendem Oscar e Gilda. Milton pede para Daisy apresentá-lo a Fabíola. Léo afirma a Wanda que vai ajudar Raul a se reerguer. A polícia anuncia sua presença e deixa os bandidos nervosos. Oscar sugere que Tião e Lino libertem Gilda e o mantenham como refém. Kléber sente ciúmes ao ver Daisy conversando com Milton. Milton tenta falar com Fabíola, mas Gabino não permite. Alice é firme com Carol e diz que ela precisa contar para André que ele é o pai de seu filho. Os policiais conseguem libertar Oscar e prender os bandidos. Milton aborda Fabíola no momento em que ela sai do bar e diz ter uma proposta para lhe fazer. Beto conta para André que Úrsula está grávida. Fonseca e Saldanha prendem Ismael. Tia Neném convida a si mesma para ir com Zuleica para o Rio de Janeiro. Sueli sofre com saudades de Jonas e Eduardo a consola. André pede para conversar com Alice sobre Carol. William diz a Marina que recebeu uma proposta para trabalhar em outro escritório. Raul diz a Léo que foi até o terreno onde ele supostamente estaria trabalhando e afirma que não existe nenhuma incorporação no lugar.

Ti Ti Ti:Resumo dos Capítulos de 28 de Fevereiro a 5 de Março


Segunda-feira (28/2) - Marcela responde ao e-mail de Edgar


Suzana exige que Ariclenes lhe conte sobre a relação de Valentim com Cecília. Desirée volta para casa e conhece Daguilene. Suzana sugere que Ariclenes leve Júlia para ver Cecília. Thaísa é humilhada pelos amigos e Eduardo a defende. Armandinho conta para Desirée que Stéfany armou o sequestro para se aproximar de Jorgito. Rebeca visita Desirée e percebe o clima de romance entre Gino e Magali. Marcela responde ao e-mail de Edgar. Graça anuncia que está grávida de Alex. Gino diz a Rebeca que não sabe se voltará a trabalhar na fábrica. Érico e Camila se implicam. Clotilde diz a Thales que Jaqueline o está traindo com Jacques. Edgar convida Marcela para sair. Ariclenes conta para Marta que Cecília é mãe de Jacques. Jaqueline chega em casa e encontra Thales inconsolável. Edgar fica com ciúmes de Marcela com Renato.


Terça-feira (1/3) - Jacques diz a Jaqueline que Thales a está traindo com Clotilde


Marcela revela a Edgar que dormiu com Renato. Jaqueline pede para Rosário espionar os patrões. Jorgito pede perdão por ter traído Desirée. Nicole repele Chico e Daguilene se insinua para ele. Stela comenta que Renato está trabalhando em uma agência de publicidade e Giancarlo usa de sua influência para pedir a demissão do filho. Gino termina o namoro com Rebeca e resolve sair da empresa. Gustavo elogia a administração de Renato na Editora. Julinho fica decepcionado com o sumiço de Thales. Clotilde vai ao apartamento de Thales e prepara uma armadilha para ele. Luti e Suzana recebem a autorização de Queiroz para tirar Cecília da clínica. Desirée volta para o apartamento das modelos. Fátima revela para Renato que foi Giancarlo quem pediu sua demissão. Luísa apresenta sinais de desequilíbrio. Jacques diz a Jaqueline que Thales a está traindo com Clotilde. Pedro volta para casa. Ariclenes vê Cecília na vila.


Quarta-feira (2/03) - Thales procura Julinho e lhe pede mais uma chance


Luti avisa o pai que Cecília e Valdete vão morar com eles. Clotilde dopa Thales e arma uma cena para Jaqueline acreditar que eles dormiram juntos. Renato tira satisfação com o pai. Pedro inicia sua fisioterapia com Teresa Batalha. Cecília vê Amanda e se reconhece nela. Edgar pressiona Marcela a se decidir entre ele e Renato. Jaqueline flagra Jacques com Clotilde e descobre que ele tentou enganá-la mais uma vez. Marcela conta para Edgar que foi Luísa quem armou para Renato voltar ao Brasil e atrapalhar o romance dos dois. Isabel diz que vai lutar pelo amor de Renato. Clotilde demite Rosário. Teresa comenta que teve uma banda de rock e Pedro descobre que ela conhece Jaqueline. Edgar rompe a sociedade com Luísa. Magali volta a trabalhar na fábrica e recebe o apoio de Rebeca para se relacionar com Gino. Dona Mocinha encontra Cecília na vila. Thales procura Julinho e lhe pede mais uma chance. Jaqueline propõe a Ariclenes que eles se unam para destruir Jacques.


Quinta-feira (3/03) - Jorgito pede a ajuda de Nicole para reconquistar Desirée


Jaqueline propõe a Ariclenes sociedade no ateliê de Leclair. Dona Mocinha chama Cecília pelo nome. Armandinho oferece um acordo a Stéfany para conseguir o divórcio. Eduardo leva Breno, Dorinha e Thaísa para visitar crianças de um abrigo. Thales tenta se entender com Julinho. Jacques afirma que gostava de Jaqueline e Clotilde se espanta. Teresa e Jaqueline se reencontram. Valquíria vai à casa de Luti. Marcela vai à agência de Edgar e encontra Luísa. Renato começa a grafitar seu muro. Érico se aproxima de Camila. Valquíria encontra Cecília, que lhe oferece uma de suas bonecas. Daguilene vê Jorgito chegando à casa de Nicole e avisa a Stéfany. Jorgito pede a ajuda de Nicole para reconquistar Desirée. Marcela diz a Edgar que eles precisam conversar. Ariclenes repreende Cecília por ter dado uma boneca para Valquíria. Clotilde vê Valquíria com a boneca e nota a semelhança do vestidinho com os modelos de Valentim.


Sexta-feira (4/3) - Armandinho desmascara Stéfany


Ariclenes se apavora com a possibilidade de Jacques e Clotilde encontrarem Cecília. Ariclenes conta para Luti que se associará a Jaqueline no ateliê de Jacques. Marcela não se entende com Edgar e vai embora arrasada. Renato se empolga com a pintura no muro e comemora com Isabel. Amanda avisa a Desirée que Jorgito está na casa de Nicole. Armandinho desmascara Stéfany e ajuda Desirée a perdoar Jorgito. Daguilene e Stéfany são escorraçadas da vila. Gabriela liga para Pedro e ele fica comovido. Cecília lembra que seu sobrenome é Spina. Jaqueline procura Jacques e revela que as marcas Leclair e Valentim irão se fundir. Clotilde arruma um jeito de tirar Ariclenes de casa e conhecer Cecília. Dona Mocinha visita Cecília. Clotilde aparece na casa de Ariclenes, comenta que é casada com André Spina e Cecília diz que ele é seu filho.


Sábado (5/3) - Luti chega ao hotel fazenda e flagra Camila e Érico juntos


Cecília começa a recuperar a memória e desmaia. Júlia reconhece o vestido da boneca de Valquíria e fica intrigada. Suzana descobre onde Camila está hospedada e conta para Luti. Clotilde esconde Cecília no apartamento de Jacques. Ariclenes sonda Jacques sobre o paradeiro de Cecília. Marcela leva Stela para ver o muro que Renato está pintando. Edgar confirma sua saída da Agência e Luísa se desespera. Ariclenes conta para Suzana que Clotilde sequestrou Cecília e pede sua ajuda para resgatá-la. Cecília volta a si e pede para ir embora. Clotilde liga para Jacques e mente sobre o paradeiro de Cecília. Clotilde marca um encontro com Ariclenes para negociar a devolução de Cecília. Eduardo incentiva Thales a lutar por Julinho. Renato dá uma entrevista sobre seu trabalho no muro e Marcela observa comovida. Valquíria comenta com Suzana que desconfia de que Cecília seja sua avó. Luti chega ao hotel fazenda e flagra Camila e Érico juntos. Clotilde impõe que Ariclenes desista da sociedade com Jaqueline e se una a Jacques.

Araguaia:Resumo dos Capítulos de 28 de Fevereiro a 5 de Março


Segunda-feira (28/2) - Estela diz a Ruriá que não está feliz, mesmo ao lado de Solano


Max não se intimida com a ameaça de Vitor. Manuela disfarça o sofrimento e pede para Solano se afastar e cuidar de seu filho. Amélia é obrigada a mandar Vitor embora da fazenda e Max sorri vitorioso. Bruno conta para Janaína sobre o trato que fez com Fred. Glorinha, Neca, Terê, Nancy e Pimpinela comemoram a prisão de Salatiel. Nancy sonha com Pimpinela e acorda nervosa. Estela diz a Ruriá que não está feliz, mesmo ao lado de Solano. Amélia decide se encontrar com Vitor. Ruriá conta para Solano sobre o ritual que Estela fez para Iarú. Manuela pergunta a Terê se ela um dia conseguirá ficar com Solano. Pérola acoberta Amélia para que ela fuja da fazenda. Vitor chega ao local indicado por Amélia.


Terça-feira (1/3) - Solano abraça Manuela enquanto Estela sofre


Max aprisiona Amélia em seu quarto. Vitor encontra Yvete, Gabriel e Cebola na estrada e os leva para Girassol. Beatriz estranha a presença de Estela na estância. Manuela encontra um relatório sobre a explosão da mina no escritório do pai e o entrega para Padre Emílio. Aspásia encontra uma caixa com cartas antigas de Antoninha. Nancy e Lenita pedem para frequentar a escola de circo. Mariquita flagra Beatriz na cozinha com Aspásia. Solano abraça Manuela enquanto Estela sofre. Gabriel entra na igreja e esbarra em Padre Emílio.


Quarta-feira (2/03) - Safira termina seu romance com o delegado


Gabriel não entende quando Padre Emílio o abraça comovido. Yvete encontra Gabriel e Padre Emílio procura um carro. Solano observa Mariquita e encontra a caixa com as cartas de Antoninha. Lenita encomenda tecidos para fazer sua roupa para a aula de circo. Pimpinela conta que o avô de Neca foi um grande palhaço e Madalena tem uma visão. Vitor se lamenta com Terê por ter de esperar para ficar com Amélia. Dora comenta o resultado positivo de seus exames com Glorinha e ela suspeita de que Geraldo seja estéril. Safira termina seu romance com o delegado. Max liberta Amélia, mas ameaça a vida de Vitor novamente. Geraldo confirma sua esterilidade para Dora. Amélia fala com Vitor pelo celular de Manuela. Padre Emílio leva Gabriel até a estância.


Quinta-feira (3/03) - . Geraldo conta para Dora que está apaixonado por Safira e ela sai de casa


Gabriel entra no quarto de Antoninha. Mariquita vê Gabriel descendo as escadas e se emociona. Geraldo conta para Dora que está apaixonado por Safira e ela sai de casa. Manuela lamenta com Amélia por ter se afastado de Solano. Solano se emociona ao abraçar Gabriel. Manuela vai com Caroço à operadora. Estela pergunta a Terê por que Solano e Manuela se separaram. Beatriz torce para que Solano se apaixone por Estela e se livre da maldição. Janaína prova seu vestido de noiva. Max tenta se reaproximar de Fred. Solano pede para Genão levar Gabriel para ver a colheita de girassol. Janaína teme envergonhar Fred no casamento. Manuela mostra a Padre Emílio a carta que Max escreveu a Antoninha. Estela pergunta a Manuela por que ela se separou de Solano.


Sexta-feira (4/3) - Gabriel pede para Solano e Estela deixarem o Araguaia


Solano fala com Ricardo e pede sigilo sobre a estada de seu avô em Girassol. Max vê Gabriel no carro com Genão. Padre Emílio e Solano estranham ao ver Estela rezando na igreja. Max encomenda com seu capanga um serviço no silo onde o girassol está estocado. Cirso chega em casa e Ametista e Esmeralda tentam esconder a ausência da irmã. Geraldo conta para Safira que se separou de sua esposa. Dora aparece na estalagem e Terê, Glorinha, Neca e Pimpinela comemoram sua separação. Terezinha conta para Padre Emílio sobre a visão de Madalena durante a aula de circo. Gabriel pede para Solano e Estela deixarem o Araguaia ao saber que eles terão um filho.


Sábado (5/3) - Safira conta para as irmãs que vai se casar com Geraldo


Solano e Estela estranham que Gabriel saiba falar a língua karuê. Gabriel se encanta com Beatriz. Fred não percebe a insegurança de Janaína ao falar sobre sua faculdade. Padre Emílio comenta com Terezinha sua preocupação com Madalena. Fred convida Solano para ser seu padrinho de casamento. Janaína se surpreende com a sinceridade de Nancy ao falar sobre ela e Fred. Safira conta para as irmãs que vai se casar com Geraldo. Fred agradece Solano pelo convite para jantar e elogia sua família. Dora conversa com Safira sobre Geraldo. Manuela e Amélia mostram a Pérola a carta de Max que comprova sua ligação com a explosão da mina. Gabriel se dá conta de que envelheceu e Solano fica comovido. Max aparece na casa de Pérola e simula preocupação com seu estado.