quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Casamento de Marcela e Edgar

Os fãs do casal Marcela (Isis Valverde) e Edgar (Caio Castro) vão ter grandes emoções nesta semana. Agora que cedeu à chantagem de Giancarlo Villa (Mauro Mendonça) em nome da gratidão que sente pela família Sampaio, a mineira decide se casar com Renato (Guilherme Winter). A decisão é por uma cerimônia simples, em cartório, mas Giancarlo faz questão que Marcela use um vestido de noiva.



Horas antes do casamento, Marcela vai ao ateliê de Jacques Leclair (Alexandre Borges) fazer os últimos ajustes em seu vestido. Discretamente, Jacques liga para Adriano (Rafael Zulu) espalhar a notícia de que o filho de Giancarlo Villa se casará com um vestido assinado por ele. Jaqueline (Claudia Raia) percebe a tristeza da menina e é surpreendida na porta do estabelecimento por Julinho (André Arteche), seu querido cabeleireiro. Ele a convence a ajudar Edgar a levar Marcela dali. Comovida com a história de amor, ela aceita não só ajudá-los como ser testemunha da surpresa que Edgar preparou.



Jaqueline distrai o segurança de Giancarlo e Edgar aproveita para entrar no carro do empresário. Sem perceber nada, Marcela sai do ateliê vestida de noiva e se assusta ao perceber que o fotógrafo está no volante. Eles partem para uma capela, onde um Reverendo, amigo de infância de Edgar, celebra o casamento simbólico dos dois. Julinho e Jaqueline são as testemunhas. Dr. Eduardo (Josafá Filho) chega com Paulinho e completa o sonho encantado da jovem. Entre juras de amor, troca de alianças e um lindo piquenique, Marcela fica muito mexida com a tarde ao lado de seu amado. Porém, a jovem volta à realidade e decide ir embora. Mesmo sob os protestos de Edgar, ela afirma que não conseguirá conviver com a culpa de destruir o patrimônio da família Sampaio.








Do outro lado, Renato está impaciente com a demora da noiva e descobre que alguém roubou o carro de seu pai. Sem ter dúvidas de que se trata de Edgar, ele fica furioso e desiste de esperar. Ao deixar o cartório, Renato, desarvorado, dá de cara com fotógrafos e repórteres ávidos por notícias do casamento. Ele se irrita com o assédio e, ao ser interpelado, destroi uma das máquinas fotográficas. Os outros jornalistas ficam revoltados, mas Renato Villa consegue entrar no carro e ir embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário