quinta-feira, 15 de julho de 2010

Por onde anda Marcélia Cartaxo, a Joana de 'Ana Raio e Zé Trovão'?


Nos tempos de adolescência, Marcélia fugia de casa, na pacata Cajazeiras, para ensaiar às escuras, no quintal de amigos. Sua trupe era a “Turma do Mickey”, composta por uma dúzia de crianças que encenavam um repertório dos mais convencionais; Sonhava em montar Chapeuzinho Vermelho e dublar As Frenéticas. Uma vez por ano, a turma ia para João Pessoa, que para a turma era sua Hollywood.

A mãe de Marcélia foi quem menos gostou da idéia de ver a filha virar atriz. Para ela, atriz se tornava prostituta e ator era vagabundo. De nada adiantaram as repreensões da mãe, Marcélia pegava as moedas que os fiéis depositavam no Santo Antônio de sua cidade e ia correndo para o cinema, sonhar com Greta Garbo e Marilyn Monroe. Chegou um dia a dizer que o santo devia ter achado um bom investimento, porque nunca a descobriram. E pensava: "Um dia lhe pago, meu santo."

No começo da década de 80, o grupo de Marcélia resolveu montar Beiço de estrada, um texto original de Eliezer Filho, único universitário da equipe. Viajaram pelo Brasil todo, como parte do “Projeto Mambembão”. Quando a montagem chegou a São Paulo, Marcélia encontrou a chance de sua vida: da platéia a cineasta Suzana Amaral observava o jeito tímido e forte daquela menina, então com 23 anos. A partir daí a toma impulso a carreira da atriz.

No cinema teve destaque no filme A hora da estrela, baseado no romance de Clarice Lispector, que lhe rendeu vários prêmios, inclusive Urso de Prata no Festival de Berlim; e como uma prostituta, no filme Madame Satã.

Carreira
Na televisão
2007 - Desejo Proibido .... Tonha (Antonieta)
2007 - A Pedra do Reino .... Tia Filipa Quaderna
2001 – Porto dos Milagres .... Quirina
2000 – Aquarela do Brasil .... Dora
1992 e 2000 – Você Decide (três episódios)
1999 – Suave veneno .... enfermeira
1997 – Mandacaru .... Amália
1995 – Tocaia Grande .... Vangé
1993 – Guerra sem fim .... Suely
1991 – Amazônia .... Das Dores
1990 – A história de Ana Raio e Zé Trovão .... Antônia
1990 – Mico preto .... Divina
1987 - Alta Rotação .... Márcia

No cinema

Como atriz
2010 – Doce de Coco (curta-metragem).... Maria
2007 – Baixio das Bestas .... Ceiça
2007 – Batismo de Sangue .... Nildes
2006 – O Céu de Suely .... Marcelia
2005 – Crime delicado
2005 – Quanto vale ou é por quilo?
2003 – Tempo de ira (curta-metragem)
2002 – Madame Satã .... Laurita
2000 – Amélia
1998 – Policarpo Quaresma, herói do Brasil
1997 – For All – O trampolim da vitória
1995 – 16060
1995 – A árvore de marcação
1994 – Dente por dente (curta-metragem)
1992 – A última canção da Terra (curta-metragem)
1990 – Césio 137 – O pesadelo de Goiânia
1988 – Sonhei com Você
1987 – Fronteira das almas
1986 – Brasa adormecida
1985 – A hora da estrela
Como diretora
2003 – Tempo de ira (curta-metragem)

Prêmios
Urso de Prata no Festival de Berlim, 1985, pelo filme A hora da estrela.
Prêmio de Interpretação no Festival de Brasília, pelo filme A hora da estrela.
Tempo de Ira, foi o grande vencedor do 7º Festival de Cinema, Vídeo e Dcine (cinema digital) de Curitiba, 2003.
[editar] Curiosidades
Em 1985, na semana em que viajou a Berlim para receber uma premiação, foi agredida fisicamente por uma alemão xenófobo dentro de um ônibus, que justificou sua agressão por achar que Marcélia fosse turca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário