terça-feira, 1 de junho de 2010

Domingo Espetacular?


‘Domingo’ baixo-astral
Programa da Record, “Domingo espetacular” de espetacular não tem nada. É, isso sim, um show de sensacionalismo e exploração da miséria humana. Anteontem, apresentou uma reportagem sobre pedofilia de uma hora e 17 minutos. Foram imagens repetidas ad nauseam, narração à la Gil Gomes e entrevistas em que a repórter conduzia as respostas dos presidiários que ouviu. Algo muito próximo do show, com direito até a uma trilha sonora tonitruante.

Só não foi pior do que a série “Assombrações”, que veio em seguida. O quadro tinha duas etapas, uma doméstica, outra americana. Primeiro mostraram uma “reportagem” sobre uma casa em São Paulo, supostamente assombrada, palco de incêndios espontâneos. Só que como o imóvel por alguma razão não existe mais, as imagens eram de um terreno baldio, de pilhas de entulho, dos restos de um aparelho de TV “que pegou fogo sozinho”. Ou seja, uma reportagem realmente sobre o etéreo. O segmento americano do quadro simulava o drama de um casal que comprou uma casa habitada por fantasmas. Entre as “provas” da assombração estavam ursinhos de pelúcia que entravam em combustão ou se deslocavam misteriosamente. Para combater o demônio (e não era sessão de descarrego daquelas que a emissora mostra diariamente), havia “detetives paranormais” e um monitor de frequências eletromagnéticas, seja lá o que isso for.

Te cuida Linda Blair.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário